Segunda-feira, 22 de Setembro de 2008

IV PASSEIO BTT DA TERRUGEM

Inserido nas festas locais, realizou-se mais um passeio de BTT na Terrugem - Sintra. 50 Kms pelas redondezas que deram para apreciar as coisas boas e menos boas que esta zona oferece. Lixeiras a céu aberto, praias lindas, esgotos que se confundem com ribeiros ou o contrário, trilhos magníficos... A prova decorreu animada e a postura do pessoal foi mesmo a de passeio. Um trambolhão logo a seguir ao 1º abastecimento, fez com que fosse em ritmo mais contido, os dois enganos e a falta do treino semanal (vindimas na semana passada!) encarregaram-se do resto... Já conhecia alguns dos trilhos - excelentes por sinal - e já sabia o tipo de piso que ia encontrar: muita pedra solta. A StumpJumper portou-se bem, mesmo com o cubo da roda traseira a precisar de ser mudado - sequelas do Extreme. Nas rifas e no sorteio não tive sorte, fica para a próxima.

 

 

 

 

 

 

 

 


publicado por LunarCaustic às 23:23
| comentar
Segunda-feira, 8 de Setembro de 2008

EXTREME XURÉS / GERÊS 2008

Quem conhece o Gerês conhece um dos sítios mais bonitos de Portugal, que a custo, ainda vai mantendo a fauna e flora primitivas. Surgiu este ano a possibilidade de lá ir pedalar pela 1ª vez na maratona Extreme Xurés/Gerês 2008, que se realiza na parte Espanhola daquelas serras, tendo o início e o final na localidade Espanhola de Lobios. A maratona é mais uma com as virtudes e os defeitos de quase todas as outras. É dura, como anunciado, mas a sua grande particularidade é o local onde decorre. Aproveita alguns trilhos naturais esplêndidos e isso para mim basta: era do que ia à procura! Ficam algumas fotos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


publicado por LunarCaustic às 23:14
| comentar
Segunda-feira, 1 de Setembro de 2008

BIKES DE OUTROS TEMPOS

 

Uma foto um pouco "sumida" do início dos anos 90, em que estou na Bike do amigo Jerónimo Bouceiro, em frente da UBI na Covilhã. Era uma "pasteleira" que servia para ele se deslocar nas idas para a Universidade e que às vezes emprestava aos amigos. Mais tarde haveria de a trocar por uma motorizada. A motorizada acho que era uma Casal de 4 e foi esta que o levou até à expo de Sevilha. Saiu da Covilhã com uma bandeira de Portugal pendurada na motorizada, tendo sido eu que lhe dei a partida, à meia-noite, de um dia qualquer dessa altura. Lembro-me que chovia bastante e que antes de Castelo Branco a motorizada avariou, tendo ele ido dormir o resto dessa noite no posto da Guarda, mas já nem sei bem porquê... Sei é que conseguiu chegar a Sevilha e voltar para contar a história. E também sei que se não foi assim que tudo se passou foi parecido.

 


publicado por LunarCaustic às 00:28
| comentar | ver comentários (1)

posts recentes

DIAS QUE SE FECHAM

INTERVALO QUASE DOLOROSO

NADA ACONTECE

UMA PASSAGEM PARA UM OUTR...

ÀS VEZES...

LISBOA DOWNTOWN 2010

IMAGINANDO COISAS

NÃO HÁ NADA A FAZER: DOMI...

NUM DIA IGUAL AOS OUTROS

The world is full of most...

TEMPO SUSPENSO

ATRAVESSAR FRONTEIRAS

O NEVOEIRO DE SINTRA

CROSS COUNTRY NA SERRA DO...

THE FIRST RIDE

THERE SHE IS : COMMENCAL ...

O TEMPO QUE PASSA NA SERR...

ANTÓNIO SÉRGIO (1950-2009...

TO DO OR NOT TO DO...

O QUE SE LEVA DE SINTRA

arquivos

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

links

Estética
Contador de acesso